A Comunicação e os Programas De Compliance

A Comunicação e os Programas De Compliance

A Comunicação e os Programas De Compliance - Coelho & Dalle Advogados

Destaques do artigo:

– A cultura é o pilar de sustentação do  Programa de Integridade da empresa, e sua comunicação deve ser transmitida de maneira efetiva para ser incorporada pelos funcionários;

– A comunicação, dentro de um Programa de Compliance, deve ser firme e precisa, e deve despertar a percepção de que o Programa de Integridade é vital para a perenidade do negócio;

– A comunicação com o mercado também deve se dar da mesma forma, em cada fato relevante;

– Ao atingir o seu público alvo, a comunicação transforma cada receptor da mensagem em vetor de disseminação das boas práticas.

Por Mariana Cunha da Fonte.

Em uma empresa verdadeiramente comprometida com seus valores e princípios éticos, a cultura é o pilar de sustentação do seu Programa de Integridade. Ao agir, de fato, com transparência e legalidade na condução diária dos seus negócios, a empresa atinge positivamente não somente o seu negócio, em si, como também todos os seus grupos de interessados (os stakeholders).

Neste contexto, a comunicação é o elo que une as regras e as melhores práticas da empresa com seus diversos públicos de interesse. Não adianta estabelecer os melhores códigos, com as melhores condutas, se a sua mensagem não for devidamente transmitida e incorporada pelos funcionários ou pelos parceiros de negócios.

Uma comunicação efetiva busca transmitir uma mensagem que realmente alcança o seu receptor. Ou seja, deve-se entender o público de destino para que seja possível adaptar a mensagem para o nicho cognitivo de cada receptor.

Os desafios são grandes para as empresas, mas necessários. A comunicação – dentro de um Programa de Compliance – deve ser firme e precisa. Deve atingir todos os níveis de colaboradores, reforçar os pilares do programa, atestar com fatos que as regras são coerentes com a prática da empresa, e, de maior relevância, despertar em cada funcionário a percepção de que o Programa de Integridade é vital para a perenidade do negócio.

Por outro lado, a empresa também deve focar nos demais agentes do seu mercado de atuação. Todo fato relevante da empresa deve ser reportado ao mercado por ela própria. Ao tomar a iniciativa de ir a cada grupo de interesse e expor a sua versão e justificativa dos fatos, a empresa não só reforça seu compromisso com a transparência, como ainda se impõe como o líder da narrativa.

A comunicação dentro de um Programa de Integridade é, portanto, componente fundamental da estratégia de conformidade da empresa. Ela deve focar em uma linguagem objetiva e acessível, refletindo a cultura organizacional da empresa. Ao atingir o seu público alvo, a comunicação no âmbito de um Programa de Integridade transforma cada receptor da mensagem em vetor de disseminação das boas práticas e convence cada colaborador de que o programa é um diferencial competitivo para sua empresa, e não apenas mais uma obrigação burocrática.

Esse conteúdo possui cunho meramente informativo e toda e qualquer dúvida deverá ser sanada por um profissional capacitado para emitir juízo de valor acerca da situação.

Nossos Endereços

Recife|PE

AV. Republica do Libano, 251 – 22º Andar – Sl 2203 e 2204.
Riomar Trade Center – Torre B
Pina – Recife – PE
CEP: 51.110.160
Fone/Fax: +55 81 3221-0699

São Paulo|SP

Rua Olimpíadas, nº 205, 4º Andar,
Empresarial Continental Square – Vila Olímpia
CEP: 04551-000
Fone/Fax: +55 11 3728-9223